seita igreja cristã maranata – a seita que usa o dízimo das vítimas para perseguir a quem fala a verdade publicamente – seita icm x Eduardo Gil Vasconcellos

“E Jesus lhes disse: Por causa de vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.”  Mateus 17:20

  A elite da ICM-PES entrou em perturbação total com a operação “entre irmãos” de 26 de novembro de 2012. As manobras de Gedelti Gueiros não evitaram a invasão da cobertura na Praia da Costa, onde reside; nem da sede da Instituição, nem da Fundação Passos Barros. Quatro membros do Ministério Público e 72 policiais militares invadiram os esconderijos das maranacutaias palacianas. Era a preparação para novas providências. A diligência ministerial composta de quatro membros do Ministério Público escoltada por 72 Policiais Militares entrou pelos cantos do palácio da rainha desfigurada. Os crimes investigados estão previstos nos artigos 171, 288, 299, 332 todos do Código Penal e nos artigos 2º da Lei 9.613/1998. Quem diria, hein?!

As represálias começaram. Ainda no início de 2013 a Maranata demandou contra diversas pessoas (ex-membros, pastores e ex-pastores) e testemunhas. Cerca de 30 (trinta) demandas.  E perderam. O que pretendiam? Pretendiam tumulto. Simples!

Atento à onda de demandas judiciais o aprendiz de dominador do rebanho Júlio Cezar Costa, coronel reformado foi orientado a demandar contra Jureth Morais Cunha  alegando ser vítima de difamação (Proc. 0005481-19.2013.8.08.0024). Pastor pisando na ovelha. Queixa-crime rejeitada.  Por mal dos pecados estourou na cabeça desse mau pastor a r. Sentença da JUSTIÇA FEDERAL disponibilizada no SITE da JUSTIÇA FEDERAL. O coronel reformado foi exonerado do cargo de interventor (se é que houve intervenção).

E a elite icemista instigou certos mercenários pastores a outras 16 demandas contra REDE GAZETA.  Erros em cima erros.

Entrementes, as denúncias do Blog eram incisivas e quantos transtornos para o palácio da rainha desfigurada no correr dos meses. Denunciamos o desfile final como exibição de poder religioso; o mergulho do monarca em sombras e vitupérios; e que haveria prisões de pastores com a DENÚNCIA de 08.05.2013.

Nesse quadro de agravos aos desafetos em 25.02.2013 encontramos o advogado-pastor Sérgio Carlos Souza firmando inusitada peça de representação criminal contra o Pr. Eduardo Gil Vasconcellos conforme autos 027/2130002731-0 protocolado no Cartório da Vara do Juizado Especial Criminal de Santa Maria – RS.

Por oportuno, as previsões deste Blog eram de sombras e vitupérioapós o desastroso desfile final na pç. do Papa em 10.03.2013. E desabou tempestade:

1) a entrada de Gedelti Gueiros para o desfile final, cercado do elementos do braço armado da Maranata, foi fracasso reconhecido até pelos defensores; e pior foi o esforço hercúleo para discorrer sobre esta frase de Paulo: “Pela graça sois salvos”. Leu a frase, empurrou a Bíblia para o lado e exibiu o orgulho religioso;

2) a inesperada prisão de Gedelti (ex-presidente), Amadeu, Elson (então presidente) e Carlos Pimenta no dia 12.03.2013;

3) com a desejada DENÚNCIA de 08.05.2013 contra dezenove pessoas por estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada e nova prisão de Gedelti e outros nove membros da elite em 26.06.2013;

4) com DENÚNCIA de improbidade administrativa que atinge a gestores-pastores da Fundação Manoel dos Passos Barros e outros.

O blog avisou: após o desfile final a Maranata se espantará comsombras e vitupérios.

O Ministério Público denunciou Gedelti Gueiros como o VPC – vértice da pirâmide do crime em uma SOC – sofisticada organização criminosa. Entre os denunciados aparece o advogado-pastor Sérgio Carlos Souza.

 O poder corrompe, especialmente opoder religioso. Os fatos mostram que o monarca pseudocarismático, quadragenário e religioso imita o bispo de Roma.

Quadra registrar que, com as ocorrências iniciais da intervenção doMinistério Público no curso do ano de 2012 um braço de Gedelti ficou quebrado (quem lê entenda) e bem avisadamente afirmei isto. Condição agravada no curso do ano de 2013 especialmente após odesfile de 10.03.2013 onde ele apareceu cercado de seguranças e a si mesmo engrandeceu ao som dos trombeteiros de plantão e do grito: O REI ESTÁ CHEGANDO! Ele buscava holofotes. Então, o Eterno começou a quebrar o outro braço de Gedelti e até Penitenciária de Viana-ES ele experimentou. E mais processos…

Se contra o autor dos artigos do Blog, especialmente, lançaram campanhas de calúnias, difamações, injúrias e maldições, eu me pergunto pelo interesse jurídico justo, moralmente razoável e válido da representação contra Eduardo Gil Vasconcellos. Não encontro. No entanto, reporto-me a alguns fatos, se não vejamos:

1. A ardilosa mentalidade da monarquia quadragenária para fazer calar os protestos dos membros da ICM-PES não parou no Rolo Compressor 2007 (faça download e comece a compreender a mentalidade persuasiva e pseudocarismática do dominador do rebanho na base deossorrevelô). Não duvide: com este rolo a empresa Maranata demandou no Fórum Cível de Vila Velha – ES, no Fórum da Justiça Federal de Vitória – ES, no Fórum Cível de Barra Funda – SP – Capital, no Fórum do Distrito Federal, no Fórum Cível de Vitória – ES, passando com recursos pelo TJ-ES, STJ e STF.

2. Alguns maus pastores da Maranata, dominados pelo ditador Gedelti Gueiros , organizaram-se em departamento jurídico para fechar a Comunidade Já Fui Um Maranata (ORKUT). Comentei no artigo A CONSPIRAÇÃO a cujo texto me reporto.

3. Até no Fórum de Barra Funda (São Paulo Capital) demandaram: Gedelti puxando consigo Amadeu, Antônio Carlos e a Instituição Maranata (litisconsórcio) pleitearam a retirada de vídeos alegandodefesa de imagem… e direitos autorais. Ah! Entendi: falam o besteirol de sempre: a quarta trombeta vai tocar… obra filho único… os que saíram são unhas encravadas… e correm ao Judiciário para defender a imagem deles… e que imagem, hein?! Piada!!! Que direitos autorais, hein?! E adiantou?

4. Correndo o ano de 2012 começaram as articulações com Beth, a marqueteira contratada para maquiar a cara doente de Gedelti e da maranática rainha desfigurada: missão impossível! Daí em diante o aparelhamento de um sem número de demandas judiciais com ameaças às autoridades, coação de testemunhas (até com revolver na mesa), como se esse construto de defesa da Obra exibisse modelo ou padrão de moralidade.

5. Imaginavam eles que calariam nossas bocas. Enganaram-se e estão perdendo as demandas e ficando desmoralizados pelo tumulto.

6. Não é de admirar a demanda contra Pr. Eduardo Gil Vasconcellos. Cuidam os autos em referência de representação proposta em 25.02.2013 pela suposta vítima (Maranata) em desfavor do Sr. Eduardo Gil Vasconcellos perante o Juizado Especial Criminal da Comarca de Santa Maria – RS.

7. No andamento do processo aparecem diversas providências forenses pretendendo a efetivação da audiência de conciliação, que não surtiram efeito, porque a suposta vítima é desidiosa; e o suposto autor há tempos reside em Cruz Alta e ignorava a existência da demanda. Finalmente, ao se dirigir ao antigo endereço o Sr. Oficial de Justiça obteve o número do telefone do representado e deu-o por intimado de audiência de conciliação para 26.5.2014 às 15:00.

8. No que diz respeito ao esquema de corrupção montado pela cúpula da instituição, em 26.11.2012 o advogado-pastor Sérgio Carlos de Souza declarou: A situação é muito grave. E logo depois ingressou com demanda judicial contra Eduardo Gil Vasconcellos. Esse farisaísmo nega transparência e não se incomoda com os donos dos balcões de negócios. Pasmem!

9. Nesse jogo de interesses palacianos a ética do advogado está na sacola e a fé na fraude. Para mal dos pecados contra o ilustre advogado-pastor pesa denuncia ministerial por estelionato e formação de quadrilha.

10. Nota-se que a desidiosa Maranata evitou o comparecimento nas 5 (cinc0) audiências de conciliação; e o acusado nem imaginava a existência da malfada representação porque já havia se mudado para Cruz Alta – RS.

11. O Juízo intimou a Maranata com a força do ENUNCIADO 117 – A ausência da vítima na audiência, quando intimada ou não localizada, importará renúncia tácita à representação (XXVIII Encontro – Salvador/BA).

12. O nebuloso e oculto é o que se passa nos esconderijos do palácio da rainha desfigurada onde os advogados-pastores defendem contratos de honorários, os donos de balcões de negócios distribuem comissões e os Judas costuram acordos com políticos raposas…

13. Para entender essa espantosa e nebulosa rede de “anticristos”(cf. 1 Jo. 2.18) comandados pelo maioral deles, o interessado precisa entender a maldade em curso nessa casa mal assombrada e conhecer a Maranata… por dentro. Sem medo de intrigas, maldições, perseguições e tramas.

O espaço está disponibilizado até para os inimigos dos retirantes.

Sinto-me moralmente inconformado com esta demanda eticamente injusta, ainda mais porque o idoso cidadão está enfermo com pneumonia (crônica) em Cruz Alta – RS; e assim estendo a mão, o braço e o coração de amigo e irmão.

Vejo que centenas de outros retirantes nos seguirão em apoio ao Pr. Eduardo Gil Vasconcellos.

CV. “O SENHOR é minha bandeira.”

 

NOTAS

Acompanhe, por exemplo, em

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz?fref=ts

https://www.facebook.com/velozcavaleiro?fref=ts

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2014/05/maranata-x-eduardo-gil-vasconcellos/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s