seita icm – Então voltei aqui e lendo os artigos e comentarios, cheguei a conclusão q não era coisa da minha cabeça…Era Deus falando comigo

Então voltei aqui e lendo os artigos e comentarios, cheguei a conclusão q não era coisa da minha cabeça…Era Deus falando comigo

1505088_660279390701263_2117646990_n

Publicado: 25 de junho de 2012 em Discriminação e preconceitos na maranataTestemunhos de obreiros, servos, pastores, diaconos
Tags:,,,

Boa noite a todos os irmãos. Quero deixar registrado aqui o meu relato do tempo que passei nessa denominação q se diz cristã.

Sou evangelica desde os 14 anos e amo a Palavra de Deus. Sempre lia e estudava inclusive outros livros q falvam sobre seitas e heresias, mas nunca havia me deparado com uma igreja pseudocristã. Estamos acostumados a pensar em TJs, Maçonaria, Mormons, Adventistas do Setimo dia como seitas hereticas e nem imaginamos que existem piores q essas. Enfim…

Aos 27 anos comecei a namorar um rapaz da ICM e fui no culto com ele. Achei o lugar simples, as pessoas me receberam muito bem e o culto muito bem organizado, louvores bem cantados…. acabei me deixando ficar, pois minha denominação era muito grande e na ICM tinha tanta atenção… Envolvi-me depressa e nem parei para questionar biblicamente as doutrinas… como era novidade pra mim, fiquei mesmo obsolvendo o q me passavam e rapidamente cresci. Em tres anos já estava no GL, já tocava violão e já tinha a maioria dos seminarios. Todo mes estava no maanaim reciclando e era mnuito conhecida por lá.

Mas aqui estamos falando de discriminação e preconceito e então vamos a minha experiencia.

Depois de quase dois anos na ICM meu namoro acabou. Apesar disso os jovens estavam senore comigo e as vezes saiamos pra lanchar. Na epoca eu trabalhava e ganhava um alto salario e não poucas vezes eu pagava o lanche de alguem ou até mesmo seminarios. Lembro-me de uma rixa entre os jovens q tinham funções q sempre saiam juntos e os jovens sem função sempre ficavam de fora, até o diacono reunir os jovens e proibir qualquer saida sem q todos fossem convidados. Como tinha muitos grupinhos, acabou q raramente passamos a sair juntos.

Qd fui mandada embora, depois de um tempo comecei a trabalhar num escritorio onde ganhava menos, mas tinha tempo de estar na igreja todos os dias e nos finais de semana. Gradativamente fui me afastando dos amigos q não eram da ICM e tb da familia. Ao mesmo tempo eu percebi q os jovens tinham mudado comigo e por dois motivos: finaceiro, pq não ficava mais pagando nada pra ninguem e afetivo: eu tinha mais de 30 e não pensava em casamento, como não penso até hj.

seita maranata - destruindo famílias

seita maranata – destruindo famílias

Fui muito discriminada por querer ser solteira e servir ao Senhor e tinha uma jovem q sempre q podia, me humilhava por isso. Um dos erros maiores dessa igreja é proibir os jovens de se relacionar com jovens de outras denominações. Se vc o faz, é pressionado a trazer a pessoa pra ICM ou a terminar. Eu presenciei muito isso. Por essa razão q tem tanta jovem solteira, mesmo pq os varões só querem garotas tipo modelo e quem vai querer namorar uma gordinha como eu? Principalmente uma gordinha q começou a questionar as coisas? E uma gordinha questionadora e pobre? Pra ICM tudo isso é deficiencia e correm disso.

Um dia o pastor me chamou, junto com a jovem q gostava de me humilhar e disse q o Senhor tinha revelado nós duas para sermos responsaveis por inscrição de seminario. No momento em q nos ajoelhamos pra orar, ela fala no meu ouvido: Tinha q ser com vc? E depois, longe dos pastores disse q não queria nenhum tipo de amizade comigo pq não tinha nada a acrescentar a ela. E mesmo levando isso ao pastor, fui tratada como problematica. Deixei na mão do Senhor e apesar de mal nos falarmos, desempenhei bem a função.

Lendo as postagens da Euripia, devo concordar com ela quanto ao trabalho de Libras. Eu tb fiz a oficina e apesar de ter aprendido com facilidade e me emprenhar para estar interprete, depois da prova, pessoas q mal sabiam fazer uma frase em libras tinham sido “levantadas” interpretes e eu apenas como auxiliar. Botei a boca no trombone, falei com todas as professoras, indignada com aquilo. Eu tinha me esforçado pra nada? Duas semanas depois o pastor me chama e diz q agora eu poderia interpretar em qualquer igreja e pra eu dar essa noticia a todos os q riram de mim….ele sabia mais do q eu. E mesmo conseguido isso, não tinha mais vontade de interpretar. E durante o ultimo ano q estive na ICM, não interpretei nenhuma vez. Pq entendi naquele momento q não era pq Deus mostrou, mas pq homens mudaram de opinião.

Qd resolvi morar sozinha, consegui uma kitinet pertinho da igreja, na intenção de me dedicar mais, alem de ficar livre do problema do alcoolismo do meu pai. Apesar dos 6 anos q tive na ICM, esse quadro do meu pai não tinha mudado e não dava mais pra continuar vivendo com ele. Com apoio da minha mãe e meus irmãos, me mudei pra kitinet q uma senhora da igreja alugou pra mim. Sem o problema do meu pai q me fazia ficar mais tempo na igreja, passei a analisar melhor as coisas e a questionar.

Pesquisando, voltei a esse blog q eu tinha visitado a tres anos atras, mas achava q estava pecando contra a “obra” por estar aqui. Só q eu voltei a ler a Biblia como antes e com o escandalo, minha mente, q já estava clareando, se libertou de vez. Então voltei aqui e lendo os artigos e comentarios, cheguei a conclusão q não era coisa da minha cabeça…Era Deus falando comigo. No inicio fiquei zangada, me acando a maior das burras por não ter visto as heresias pregadas e ter aceitando sem confrontar na Palavra, mas depois as coisas foram voltando aos seus lugares e experimentei a liberdade em Cristo.

A mudança foi logo sentidda: de frequentadora assidua e participante de tudo, comecei a aparecer exporadicamente na igreja, sempre acompanhando as noticias e sempre q falava com algum amigo ou irmão da ICM, na maioria das vezes era agredida, ignorada e alguns me excluiram do facebook.

A ultima foi uma “palavra profetica” armada num culto de sabado, sem a presença do pastor onde o obreiro interpretou o diacono dizendo o absurdo q não vou esquecer: “Minha jovem (era mes de março e na igreja raramente tem palavra profetica direcionada a jovens, sem ser no mes tematico dos jovens), eis q te digo q seus pensamentos e sentimentos em relação a minha obra não me agradam. O homem é falho, mas minha obra é perfeita. E te dou poder para vencer esses pensamentos”. Todo mundo percebeu q era pra mim, a igreja estava praticamente vazia, e só tinha membro, sem visitante. Depois dessa, e no dia seguinte o pastor dizer q teve um dom, mas sem contar e falar q tinha q receber imposição de mãos por uma semana, eu decidi q realmente ali não era meu lugar.

Tem duas semanas q saí do ninho q não tem amor, coisa q cobrava demais dos irmãos e q ninguem me ouvia (chegaram a dizer q os membros me evitavam pq eu gostava de unir todo mundo e não tinha preconceito de ninguem. De fato, só os “excluidos” me procuravam) apenas diziam q eu devia fazer a obra q Deus cuidava do resto. E minha saida provocou algumas reações contrarias, fui taxada de caída e ainda não sei se a senhora vai permitir ficar na kitinet alugada, pois ela já percebeu q eu saí. Mas teve irmãos q não se chatearam, apenas disseram pra eu não sair da presença do Senhor.

Hj, depois de voltar para minha antiga denominação, acompanho de longe o desmoronar do palacio da rainha desfigurada. De vez em quando algum irmão de lá me procura e me dá razão. E entendem o pq de tantos posts falando da verdadeira e sã doutrina q está na Biblia, do jeito q está escrito.

Agradeço a todos pela paciencia de ler minhas muitas palavras.

CV, sempre q posso, divulgo o blog. É um oasis no deserto.

A todos, A paz do Senhor Jesus.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/discriminacao-e-preconceitos/#comment-13543

Anúncios

2 comentários

  1. Entrei aos 19 anos na ICM e procurei seguir á risca todas as regras que me impunham. Depois de 2 anos na igreja eu já estava no Grupo de Intercessão, Grupo de Louvor, Como professora de Intermediários , instrumentista e ainda voluntária no maanaim de Domingos Martins. Me dediquei de todo o coração a servir o Senhor da forma que me ensinaram.Mas percebia que não tinha mais amigos, não saía de casa para passear, não visitava mais meus parentes e esperava ansiosa o Senhor me mostrar quem seria o meu companheiro.Tentei namorar um rapaz, mas ele parecia mais obcecado com a ideia de vestir um terno do que com a ideia de ser um bom companheiro. Terminei o namoro e me dediquei o dobro .Passei a ler mais a bíblia e foi aí que começaram meus problemas. Percebia que alguns “dons” eram sem noção e eram manipulados a bel-prazer do responsável pela igreja, que se pregava usos e costumes para alguns e outros faziam o que queriam, que se tolerava grosseria e deboche contra os membros de uma maneira desprezível. Comecei a questionar e procurar respostas para as minhas dúvidas, porque havia disparidade entre o que há na Bília, o que é dito no púlpito e a vida real.Sofri muito e pedi para sair do grupo de intercessão.E Deus nunca me deixou sozinha, mesmo quando começaram as perseguições, Ele me abençoou e me ajudou a passar no vestibular, a passar em dois concursos, estabilizando minha vida profissional.Já á noite era diferente, eu era chamada a atenção por palavras, gestos ou até mesmo olhares que o responsável da igreja julgava “não serem de uma serva espiritual”(???????) Isso acontecia todos os dias e na frente de outros membros.
    Eu tinha medo de ir para o banco porque diziam que isso era cair.Eu via as jovens se casando e eu ficando sozinha.Minha mãe nunca quis fazer parte da ICM e meus irmãos pareciam apoiar o conceito de que o problema era eu .
    Comecei a acreditar que nem o Senhor me amava mais.Eu me sentia um lixo. Aí, como Deus é maravilhoso, tive um ataque de rebeldia, porque não aguentava mais viver chorando,fui visitar uma outra denominação e Ele se revelou de forma tão maravilhosa a mim que eu decidi levantar a cabeça e largar de ser covarde.
    Passei a deixar claro que não aceitava acusações contra mim sem direito de defesa,e passei a confrontar qualquer idiotice que ouvia na igreja com trechos da Palavra.É claro que não me tornei uma pessoa popular.
    Aos 35 anos conheci um ótimo rapaz na igreja e sofri ataques de todos os lados, mesmo assim, perseveramos buscando a Deus durante 2 anos. No dia do casamento três pastores inventaram desculpas para não dirigir o culto. mas Deus é tão bom, que foi justamente o pastor que eu sempre quis quem dirigiu meu casamento , ele e um servo que honra a palavra Pastor.
    Sou casada há quase dois anos agora e acabei de perder meu primeiro bebê. Sabe o que ouvi de uma ‘irmã”? ela disse que se eu fosse aos cultos todos os dias eu não tinha perdido o bebê. Gente, estou há 20 anos nessa igreja, nunca dei motivo para escândalo ,engoli tudo, abaixei a cabeça, fui humilhada, destratada e suportei tudo, porque Deus me honrou e honrou a minha casa e minha família, sempre recebi de Deus bençãos dobradas para cada humilhação que me fizeram passar. Mas agora, ao ouvir tocarem no meu bebê, que foi gerado num lar de servos, dentro de um casamento preparado pelo Senhor, alguma coisa se partiu para sempre. Eu não sei pra onde vou, mas não posso ficar num lugar que tolera esse tipo de maldade.Meu marido diz que quem faz o mal é que tem que sair,mas vou esperar até quando? Peço a Deus que dirija meus passos.

  2. EH! MINHA IRMôPARECE QUE VIVEMOS NA MESMA ÉPOCA NESTA “SEITA”PORQUE TENHO 35 MAIS JA NASCI NELA E SAI A 7 ANOS ESTOU EM OUTRA DENOMINAÇÃO NA QUAL O SENHOR TEM ME ABENÇOADO MUITO, MAIS O DEUS QUE A ICM PREGA E UM DEUS QUE CARTIGA TIPO ESSA IRMà FALOU COM VC E O DEUS QUE EU CONHEÇO E UM DEUS QUE PERDOA, ABENÇOA E SALVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s