Vem mais bomba e denuncia que envolve a Fundação e consequentemente os detentos.

Fonte:

http://www.seculodiario.com.br/exibir.php?id=9583

Saúde na mira da Justiça

Depois da judicialização do escândalo da Delta no Estado, um novo foco de polêmicas deve recair sobre a gestão na saúde pública. O ex-secretário de Saúde e atual diretor de Meio Ambiente da Cesan, Anselmo Tozi, foi denunciado em uma ação civil pública movida pelo Ministério Público. O processo foi ajuizado na quarta-feira (31), mas chegou ao cartório da 3ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública Estadual, onde vai tramitar, nessa sexta-feira (2).

Apesar das poucas informações divulgadas em relação a este novo processo, o rol de denúncias dá uma pista sobre os fatos narrados pelo MP. Figuram no processo, além do ex-secretário e da pessoa jurídica da Fundação Manoel dos Passos Barros, que pertence à Igreja Cristã Maranata, o nome de pastores e pessoas ligadas à gestão da entidade.

A fundação estava sendo investigada pelo Ministério Público Especial de Contas (MPC), que solicitou a instalação de uma auditoria no Tribunal de Contas do Estado (TCE) para a apuração de fraudes em convênios entre a instituição – que administra uma unidade de saúde – e a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) durante o governo passado.

De acordo com notícias veiculadas na mídia local, as investigações teriam apontado para irregularidades nos acordos, que previam desde o repasse de verbas para aquisição de equipamentos até a liberação de dinheiro público para pagamento de despesas com água, luz, telefone e aquisição de medicamentos para a fundação. A reportagem de Século Diário levantou que o ex-secretário Anselmo Tozi assinou, pelo menos, três acordos com a entidade – beneficiada também com recursos de emendas parlamentares.

#

#

Fundação Manoel de Passos Barros é a bola da vez!

Cada dia mais se enrolam nos laços que eles mesmo armaram.

Vem mais bomba e denuncia que envolve a Fundação e consequentemente os detentos. 

A fundação estava sendo investigada pelo Ministério Público Especial de Contas (MPC), que solicitou a instalação de uma auditoria no Tribunal de Contas do Estado (TCE) para a apuração de fraudes em convênios entre a instituição – que administra uma unidade de saúde – e a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) durante o governo passado.

Ninguem está brincando em serviço.

CVA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s